Moema:

(11) 5561-0293

Sto Amaro:

(11) 5523-9222

Higienópolis:

(11) 3078-0321

Telemedicina:

(11) 3280-3331

Cuidados na Gravidez

O período da gravidez, exige que a futura mamãe aprenda a cuidar do corpo e rosto durante a gestação, para não sofrer com problemas indesejáveis pós-parto.

Abaixo estão algumas dicas, para ajudar o período da gestação ser ainda mais prazeroso:

1. Proteger o rosto

Durante o período da gravidez, os hormônios podem deixar a pele mais hidratada e viçosa. A diferença pode ser notada a partir do quarto mês, podendo causar uma redução da acne. Caso as espinhas não parem de aparecer, limpeza de pele e tratamentos estéticos como peeling de cristal, podem ser realizados após o primeiro trimestre de gravidez.

Apesar destes benefícios, é preciso se preocupar com as manchas. Nesta fase, ocorre um aumento na produção de melanina e uma alteração na pigmentação da pele, podendo ocasionar o surgimento de manchas acastanhadas na pele do rosto. Para se prevenir, a recomendação é usar  protetor solar com FPS acima de 30 e não se expor demais ao sol. Caso apareçam, as manchas costumam desaparecer quatro meses após o parto. Se for necessário, o dermatologista poderá indicar um creme clareador liberado para o uso em gestantes.

2. Seios firmes

Já no primeiro mês, os seios crescem e, conforme a gravidez avança, as aréolas escurecem (pelo aumento da produção de melanina) e se tornam salientes. Utilize sutiãs confortáveis, e com boa sustentação, com alças e laterais mais largas. Como a pele da região estica rapidamente, há risco de surgirem estrias. Procure hidratar os seios, com óleos e cremes à base de elastina e silício. Aplicando estes produtos até duas vezes ao dia, poderá ajudar a mantê-los firmes e  com risco menor de aparecimento de estrias. Evite hidratar a região dos mamilos, para não afinar a pele, causando rachaduras ou fissuras no período de amamentação.

3. Mãos e unhas

O eritema palmar (vermelhidão na palma das mãos) é algo comum, podendo acontecer a partir do segundo trimestre. É um distúrbio vascular, causado pelo aumento dos hormônios estrogênicos, desaparecendo cerca de dois meses depois do parto. Também é necessário se preocupar com as infecções por fungos, vírus e bactérias, já que a imunidade nesta fase costuma ser baixa. Seque bem as mãos ao lavá-las, use luvas nos serviços domésticos e não tire a cutícula das unhas, que é uma proteção natural. Esmaltes podem ser utilizados normalmente, substitua a acetona por removedor hipoalergênico na hora de retirá-los.

4. De pernas para o alto

As pernas merecem atenção especial, para que não sofram com inchaços, celulites e varizes. O excesso de peso, costuma ser a grande causa destes problemas, principalmente para quem tem predisposição genética.

Procure ganhar apenas o peso recomendado pelo médico, procure não passar muitas horas em pé ou sentada e repouse diariamente com as pernas elevadas. Caso seja recomendado o uso de meias elásticas, utilize-as. A partir do segundo trimestre, com autorização do médico, pode-se optar por massagens como a drenagem linfática. Elas relaxam, diminuem o inchaço, ajudam a melhorar a circulação e previnem contra celulite. Em casa, aplicar cremes e óleos em movimentos ascendentes antes de dormir, pode aliviar as tensões e ativar a circulação.

5. Conforto para os pés

A retenção de líquido, faz com que os pés inchem, o que ocorre desde o início da gravidez e se agrava no terceiro trimestre. O aumento de peso, pode causar fissuras nos calcanhares e a queda de imunidade piora o risco de micoses. Utilizar sapatos adequados, será ótimo para o seu bem estar. Escolha modelos de bico arredondado, salto de no máximo 3 centímetros, bem forrados por dentro e sem costuras, para evitar aparecimento de calos.

Se for necessário por conta do inchaço, opte por sapatos um número maior. Você provavelmente vai continuar a usá-los nas primeiras semanas após o parto. Evite sandálias, especialmente as rasteiras, pois podem favorecer o aparecimento das rachaduras. Não use calçados de material sintético, eles impedem a boa respiração, o que ajuda a causar alergias e a proliferação de fungos. Seque bem os pés após o banho, aplique um hidratante mentolado ou óleos de amêndoa e de semente de uva para completar os cuidados, combatendo também as rachaduras. O inchaço também pode facilitar o encravamento das unhas. Como a barriga dificulta cortá-las, recomenda-se visitar um podólogo se necessário.

6. Hidrate a barriga

A hidratação e a nutrição da pele da região são essenciais, a barriga fica altamente sujeita a estrias, devido ao estiramento excessivo. Ainda que o terceiro trimestre seja o mais crítico, os cuidados devem ser realizados desde o início da gravidez. Gestantes não podem usar substâncias antiestrias, como o ácido retinoico ou hidratantes à base de ureia, que têm ação mais intensiva. Utilize cremes especiais para grávidas, consultando seu dermatologista.

 

Fonte: M de Mulher

Agende uma consulta. Aceitamos diversos convênios, clique aqui para ver

Unidade Moema: (11) 5561-0293⠀
Unidade Santo Amaro: (11) 5523-9222⠀
Unidade Paraíso: (11) 3884-1867⠀
Unidade Itaim Bibi: (11) 3078-0321⠀

Derma Line | Há mais de 20 anos, cuidando da pele brasileira⠀
www.dermaline.com.br

Compartilhe:

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

Envelhecimento da Pele: Uma Jornada Científica

O envelhecimento da pele, processo biológico irreversível e multifatorial, é um tema de grande interesse científico e estético. Compreender os mecanismos subjacentes ao envelhecimento cutâneo

Quando se deve procurar um Dermatologista?

Quando procurar um Dermatologista?   Você deve procurar um dermatologista sempre que tiver preocupações ou problemas relacionados à pele, cabelo, unhas ou mucosas. Aqui estão

Gostou deste Post?

Cadastre seu email e inscreva-se em nossa Newsletter

Abrir chat
Agendar consulta?
Olá
Gostaria de agendar uma consulta?