Moema:

(11) 5561-0293

Sto Amaro:

(11) 5523-9222

Higienópolis:

(11) 3078-0321

Telemedicina:

(11) 3280-3331

Como deixar as unhas bonitas

unhas

A princípio ter as unhas bonitas, saudáveis e bem cuidadas são parte integral da rotina de beleza, mas infelizmente, os especialistas dizem que homens e mulheres se enganam com mitos sobre como cuidar das unhas. Na seqüência são apresentadas dicas práticas para ter unhas bonitas e saudáveis.

–Não cortar ou tirar as cutículas

A recomendação é deixar as cutículas sem tirar. A cutícula é a barreira natural para fungos e bactérias, e uma vez que são rompidas, a proteção é perdida. Isso poderá deixar as cutículas com aparência vermelha, inchada, e irregular, podendo causar infecção ou dano permanente das unhas. O ideal é somente empurrar cuidadosamente as cutículas, e se for remover, retirar somente o necessário.

–Hidratar unha e cutícula

Além de proteger as unhas de traumas e dos produtos químicos diários, com luvas para trabalhos caseiros, devem ser usados cremes para hidratação das unhas e cutículas, para que elas se mantenham saudáveis.

Existem produtos específicos para hidratação das mãos e das unhas. É importante consultar seu médico dermatologista para esta orientação.

– Usar fortalecedor de unhas

A unha deve sempre ser protegida e hidratada. Quando necessário, os endurecedores e protetores de leito ungueal devem ser usados, para deixar as unhas mais saudáveis.

–Tomar suplementos

Em vários estudos, pesquisadores descobriram que suplementos à base de biotina, membro da família da vitamina B, aumentariam a espessura da unha e evitariam quebra e rachaduras.

O seu médico dermatologista vai poder verificar a necessidade, e indicar a dose adequada para cada caso.

– Evitar removedor de esmalte com base em acetona

Estes produtos não devem ser utilizados,  pois causam um ressecamento importante na unha, além de poderem ocasionar um processo inflamatório nas unhas e pele ao redor, nas pessoas mais sensíveis a este componente.

– Atenção com as lixas

As lixas muito ásperas podem causar fissuras e rachados pequenos que levam à quebra. O ideal é utilizar uma lixa branda, e fazer este trabalho suavemente, sempre no mesmo sentido, para reduzir o risco de quebra.

– Cuidados na manicure

As mulheres que vão às manicures frequentemente, devem escolher um serviço de confiança e o profissional que irá realizar seu trabalho. Observar se o material é esterilizado corretamente, para evitar contaminação por fungos, bactérias e vírus; ou mesmo se utilizam materiais descartáveis para garantir maior segurança e proteção para sua saúde. Utensílios como bacias de água, dever estar higienizados e a água limpa, pois são ambientes propícios para proliferação de fungos e bactérias. Orientar para que o profissional retire apenas o necessário das cutículas. Outra escolha que você poderá fazer, é levar seu próprio material no salão, assim você ficará bem mais seguro com o serviço e terá a certeza de que só você utiliza aqueles itens.

 

– As unhas e problemas de saúde

As unhas podem refletir doenças sistêmicas ou podem estar comprometidas com doenças de pele. No primeiro caso, a unha pode mudar de cor, soltar do leito, sofrer alterações na sua superfície como distrofia ou achatamento, e descamar. A micose de unha, é uma alteração muito frequente, onde os fungos causam a mudança de cor, espessamento e depósito de material embaixo da unha. Esta micose de unha, denominada onicomicose, é de difícil tratamento, necessitando de medicação via oral e local. O médico depende muito da disciplina do paciente no uso correto das medicações, pois pode levar meses até a resolução total do quadro.

Outra alteração das unhas é a fragilidade, onde ela não cresce, quebra e fica descamando. Isto pode acontecer pelo ressecamento das unhas, pequenos traumas e pelo uso de produtos químicos.

Mulheres na menopausa também podem apresentar unhas fracas e ressecadas, devido a diminuição de lipídios que ajudam a hidratação.

Abaixo, algumas alterações de doenças sistêmicas que alteram as unhas:

Unhas finas com sulcos longitudinais —  doenças da tiroide

Unhas metade rosa e metade branca  —  doença renal

Unhas brancas                                         —  alterações no fígado

Unhas pálidas                                          —  anemia

Unhas grossas e amareladas               —  doença no pulmão

As unhas devem ser transparentes, levemente rosadas, firmes e flexíveis, com crescimento em torno de 3mm por mês nas mãos e 1mm por mês nos pés. Qualquer alteração deve ser comunicada ao seu médico dermatologista, que vai verificar e orientar o melhor tratamento.

Fonte:  Dermaweb

Agende uma consulta. Aceitamos diversos convênios, clique aqui para ver

Unidade Moema: (11) 5561-0293⠀
Unidade Santo Amaro: (11) 5523-9222⠀
Unidade Paulista: (11) 3884-1867⠀
Unidade Higienópolis: (11) 3078-0321⠀

Derma Line | Há mais de 20 anos, cuidando da pele brasileira⠀
www.dermaline.com.br

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

Envelhecimento da Pele: Uma Jornada Científica

O envelhecimento da pele, processo biológico irreversível e multifatorial, é um tema de grande interesse científico e estético. Compreender os mecanismos subjacentes ao envelhecimento cutâneo

Quando se deve procurar um Dermatologista?

Quando procurar um Dermatologista?   Você deve procurar um dermatologista sempre que tiver preocupações ou problemas relacionados à pele, cabelo, unhas ou mucosas. Aqui estão

Gostou deste Post?

Cadastre seu email e inscreva-se em nossa Newsletter

Abrir chat
Agendar consulta?
Olá
Gostaria de agendar uma consulta?