Moema:

(11) 5561-0293

Sto Amaro:

(11) 5523-9222

Higienópolis:

(11) 3078-0321

Telemedicina:

(11) 3280-3331

O que acelera o envelhecimento facial?

envelhecimento facial

A aparência da pele é assunto que desperta muito interesse. Com o decorrer do tempo, a flacidez, linhas de expressão, falta da luminosidade e as rugas passam a ser incômodo.

Porém, não adianta pagar por tratamentos estéticos ou em creme especial se não evitar os verdadeiros inimigos da saúde da pele. Na sequência, são apresentados os 10 hábitos ruins que contribuem para o envelhecimento facial precoce. A idéia é ficar longe destes hábitos e rejuvenescer!

1 – Estresse na rotina

O estresse emocional é capaz de alterar os hormônios, aumentando a liberação da adrenalina e corticóide endógeno, como exemplo. E essa condição pode deixar a pele mais acneica e oleosa.

A vida estressante ainda reduz as defesas do corpo, com predisposição maior da pele para infecções e enfermidades. E as mais comuns são alergias, herpes, psoríase, erupção cutânea, e mesmo vitiligo.

2 – Tabagismo

Cada cigarro reduz oxigenação em relação à pele por 90 minutos. Basta imaginar a pessoa que fuma mais do que um cigarro diariamente. A conseqüência é a pele amarelada e grossa, devido à nicotina, se apresentando opaca e sem viço.

Além dos problemas que implicam para a saúde, o cigarro ainda gera distúrbios sobre o metabolismo, acelerando a perda do colágeno, que são as células que dão elasticidade e sustentação para pele, contribuindo para o aparecimento da flacidez. Fumar ocasiona rugas ao redor dos olhos e lábios, pois o fumante fecha parcialmente os olhos para se proteger contra a fumaça.

3 – Poluição

Gases nocivos percebidos no ar poluído compõem película com toxinas que termina absorvida pela pele, aumentando a reação de oxidação e composição dos radicais livres agressores da pele.

Oxidação se caracteriza processo natural que ocorre no corpo, porém, é capaz de envelhecer as células. E a poluição excessiva oxida células da pele e do corpo todo. Assim, para que seja evitada tal reação, é essencial que a pele seja protegida a cada dia, com aplicação do protetor solar, do agente hidratante, e higienizando para acabar com impurezas.

4 – Não beber água suficiente

Um dos sinais iniciais da desidratação ocorre nas mucosas e na pele. Há um líquido intersticial entre as células, que auxilia para sustentar a pele, entre mais funções. Não beber água deixa a pele sem viço e flácida.

Já consumir água além de deixar a pele firme e hidratada, ainda contribui para excreção das toxinas, que são substâncias prejudiciais para pele. O ideal é beber ao menos 2 litros de água diariamente.

5 – Não passar o protetor solar

A exposição solar excessiva, e em especial a ausência da proteção solar, é a causadora principal para câncer de pele e envelhecimento da pele. Para entender, a radiação solar responde por oitenta por cento em relação ao envelhecimento da pele em exposição, principalmente no caso da pele mais branca, que são atingidas por esse processo de modo precoce.

Mesmo que o corpo tenha mecanismos de defesa, sem contar a ação antioxidante, nem sempre é suficiente quando se fala em evitar tais reações. O final é o chamado fotoenvelhecimento.

Surgem assim as sardas, manchas, pele áspera, flacidez, mais rugas, e em determinadas situações, o câncer de pele. FPS no uso diário nunca deve se resumir inferior a 30 para o colo, rosto, mãos e pescoço, áreas mais sensíveis da pele, e 15 ao resto do corpo.

6 – Ingestão de gordura e açúcares

Quando existe em excesso, o açúcar vai causar mais um processo de envelhecimento celular que é denominado “glicação”. Açúcar se une com proteínas da pele, como o colágeno, gerando rigidez dessas proteínas.

Deste modo, a mesma vai perder a função de elasticidade, e deixar a pele com rugas e flácida. E a gordura em excesso tem acúmulo no tecido subcutâneo irregularmente, gerando celulite e gordura localizada.

7 – Ausência da alimentação balanceada

A dieta que é equilibrada, rica em vegetais, incluindo várias frutas, cereais, leguminosas e hortaliças é a proteção ideal em relação aos radicais livres, que são inimigos para a pele.

Substâncias ativas percebidas nesses alimentos, são bons antioxidantes para neutralizar a ação desses radicais. A dica é priorizar alimentos ricos na vitamina A, vitamina E, vitamina C, bioflavonóides, entre os nutrientes presentes nos alimentos frescos.

8 – Não dormir bem

Sem dormir bem não há reparo. No sono são produzidos hormônios “rejuvenescedores”, como por exemplo a melatonina e hormônio do crescimento. Tais hormônios se mostram reparadores e “calmantes”. Já a falta de sono ocasiona estresse e não há tempo para o descanso do corpo. A conseqüência é a pele com olheiras e sem viço.

9 – Vida sedentária

Praticar exercícios físicos proporciona vários benefícios à pele e corpo. Existe melhora do metabolismo do corpo para evitar o processo da glicação, melhora da circulação sanguínea da pele, melhora do sono e combate estresse. Além disso melhora a celulite, flacidez e gordura localizada.

10 – Não passar hidratante

É preciso ter atenção à proteção da pele contra agressões externas, como frio, vento, raios solares, e poluição. O rosto que está bem hidratado, mostra elasticidade boa, pois a pele desidratada geralmente tem mais rugas e flacidez.

Ressecamento pode ainda gerar conseqüências como descamação e dermatite. Através do envelhecimento, glândulas sebáceas reduzem em tamanho e número, deixando a pele com característica mais ressecada.

E ressecamento superficial, ocasiona coceira, alergias, reduz a elasticidade da pele, e piora as rugas. Assim, a pele vai ter benefícios extras quando hidratada com loções e cremes. Nunca esqueça também de ingerir líquidos diariamente, para colaborar com a hidratação.

Fonte:  Dermaweb

Agende uma consulta. Aceitamos diversos convênios, clique aqui para ver

Unidade Moema: (11) 5561-0293⠀
Unidade Santo Amaro: (11) 5523-9222⠀
Unidade Paulista: (11) 3884-1867⠀
Unidade Higienópolis: (11) 3078-0321⠀

Derma Line | Há mais de 20 anos, cuidando da pele brasileira⠀
www.dermaline.com.br

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

Quando se deve procurar um Dermatologista?

Quando procurar um Dermatologista?   Você deve procurar um dermatologista sempre que tiver preocupações ou problemas relacionados à pele, cabelo, unhas ou mucosas. Aqui estão

Gostou deste Post?

Cadastre seu email e inscreva-se em nossa Newsletter

Abrir chat
Agendar consulta?
Olá
Gostaria de agendar uma consulta?