Moema:

(11) 5561-0293

Sto Amaro:

(11) 5523-9222

Higienópolis:

(11) 3078-0321

Telemedicina:

(11) 3280-3331

Máscara de Proteção – Como Cuidar da Pele na Pandemia?

máscara de proteçãoDesde o início da pandemia pelo coronavírus, a recomendação é lavar as mãos com mais freqüência, e de maneira correta. Assim foi elogiado, como um dos métodos mais importantes para prevenir a transmissão do vírus, sem contar o uso de máscara de proteção.

Mas há um próximo passo crucial que não recebeu tanta atenção, que é manter a pele hidratada para prevenir rachadura e micro lesões na pele.

Aqui é apresentado o que se pode fazer para proteger a pele nestes tempos, e também a saúde:

Máscara de proteção – Pele seca é um problema

A lavagem freqüente das mãos, pode causar uma perda dos óleos naturais, chamados de sebo, na pele. O sebo ajuda a manter a barreira da pele saudável, protegendo do mundo exterior. Especialmente para as pessoas que correm, que ainda estão correndo fora, isso pode ser um grande problema agora, comparado com as pessoas que ficam no ambiente interior, em relação também ao uso da máscara de proteção.

Lavar suas mãos com mais freqüência, é bom, mas podem ver mais secura e irritação como resultado. Conforme a pele fica seca, pode ficar irritada com inflamação, podendo levar à coceira. Desta forma, é importante a hidratação das mãos, após a lavagem ou aplicação do álcool gel.

Então isso vai começar a formar pequenos cortes dolorosos, que podem sangrar, levando a uma piora da rachadura na pele. As micro lesões podem evoluir para fissuras mais profundas, e então a barreira protetora não terá mais eficiência. Poderia ficar mais suscetível para infecções da pele, assim como outros germes, incluindo vírus.

Problemas da pele com máscaras faciais

Um lembrete: reservar máscaras N95 para profissionais da saúde e ao invés, usar máscaras feitas em casa, incluindo bandanas ou lenços, contanto que possam ser lavados imediatamente, quando sair em público, incluindo quando corre.

O propósito da máscara não é proteger o usuário, mas proteger outras pessoas de si. Mesmo com máscaras de tecido, a pele pode ficar irritada devido à umidade retida. E pelo fato de ter que fixar as máscaras, amarrando, firmemente pressionadas contra o rosto, esta pressão pode aumentar a chance de vermelhidão e sensibilidade.

Uma boa estratégia após remover a máscara usando procedimentos adequados, é evitar tocar a frente da máscara, e lavar as mãos logo depois, e lavar o rosto. Mas certificar-se de lavar as mãos, primeiro, assim não estará transferindo germes da máscara para boca, nariz e olhos.

Muito como a lavagem das mãos, mais lavagem facial pode aumentar as chances de desenvolver pele seca, especialmente nas áreas ao redor do nariz e boca, onde a máscara estava, em relação à máscara de proteção. Evitar a tentação de arranhar ou ajustar a máscara, ou mesmo chegar sob a máscara e esfregar o nariz.

Máscara de proteção – Como melhorar a saúde da pele

Felizmente, há maneiras de evitar que as mãos e rosto sequem. No geral, os cremes contêm mais óleo do que as loções à base de água, assim são mais hidratantes e protetores. A sugestão é procurar por hidratantes com ceramidas, que são já parte das camadas da pele, mas podem reduzir com idade e secura.

Ceramidas são muitas vezes agrupadas com outros ingredientes hidratantes, como manteiga de karite e aveia coloidal, que ajudam a reter a umidade. A sugestão, é também permanecer com escolhas hipoalergênicas e sem fragrância, se possível, sempre que lavar as mãos e secá-las.

Pela noite, pode começar uma rotina que vai reter a umidade. O primeiro passo, seria usar um agente de limpeza gentil, como água micelar, e então aplicar um hidratante de tipo creme espesso nas mãos e rosto. Se apenas tem secura moderada, parar ali.

Mas se tiver pele realmente seca, irritada, a sugestão é selar o hidratante com uma camada leve de vaselina, ou um produto à base de cera de abelha, se a pele tolera. Pode ajudar dormindo com uma toalha no travesseiro, para não transferir os óleos aos tecidos.

Pode também fazer estes passos em qualquer momento durante o dia, mas é importante fazer após usar a máscara, não antes, em relação à máscara de proteção. Com a máscara, deseja que a pele fique em seu estado usual, já que adicionar camadas espessas de emolientes e hidratantes pode interferir com a máscara e sua integridade.

Máscara de proteção – Hidratação extra

Com as mãos e rosto, pensar sobre estes passos extra hidratantes, para criar uma barreira adicional entre si e os germes. Como o coronavírus pode permanecer em superfícies por ao menos um dia, e em alguns tipos de superfícies por alguns dias, segundo um estudo recente em The New England Journal of Medicine, é possível pegá-los nas mãos e transferir para o próprio sistema quando tocar a boca, nariz e olhos. Quanto mais barreiras existirem entre os germes, coronavírus, e a própria pessoa, melhor.

Fonte: Runner’s World

Agende uma consulta. Aceitamos diversos convênios, clique aqui para ver

Derma Line | Há mais de 20 anos, cuidando da pele brasileira⠀
www.dermaline.com.br

 

Compartilhe:

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

Envelhecimento da Pele: Uma Jornada Científica

O envelhecimento da pele, processo biológico irreversível e multifatorial, é um tema de grande interesse científico e estético. Compreender os mecanismos subjacentes ao envelhecimento cutâneo

Quando se deve procurar um Dermatologista?

Quando procurar um Dermatologista?   Você deve procurar um dermatologista sempre que tiver preocupações ou problemas relacionados à pele, cabelo, unhas ou mucosas. Aqui estão

Gostou deste Post?

Cadastre seu email e inscreva-se em nossa Newsletter

Abrir chat
Agendar consulta?
Olá
Gostaria de agendar uma consulta?