Moema:

(11) 5561-0293

Sto Amaro:

(11) 5523-9222

Higienópolis:

(11) 3078-0321

Telemedicina:

(11) 3280-3331

Ácido Hialurônico e seus benefícios

Ácido hialurônico se caracteriza como uma substância que está naturalmente no corpo humano. É uma molécula de açúcar, capaz de atrair água, e que pode, inegavelmente, agir como lubrificante fazendo a absorção dos choques nas partes móveis corporais, como articulações por exemplo.

A maior concentração de ácido hialurônico em nosso corpo, está presente em nosso maior órgão, ou seja, a pele. Aproximadamente, 56% deste se encontra na pele, agindo no preenchimento de espaço entre células, fator que mantém a pele elástica, bem hidratada e lisa. No entanto, com o decorrer do tempo, a sua concentração se reduz, provocando o surgimento de ressecamento e rugas.

Tipos de Ácido Hialurônico

As duas formas mais comuns do uso do ácido hialurônico na pele são:

-Ácido Hialurônico em Sérum ou Creme

Trata-se também de glicosaminoglicanas nos veículos tópicos, que na aplicação para derme, promovem hidratação profunda. Por possuir capacidade de atrair as moléculas de água, promove um efeito preenchedor, , melhorando o aspecto de vincos, rugas, e textura da pele.

Cremes à base do ácido hialurônico, se mostram aliados excelentes na prevenção do envelhecimento. Em associação com vitamina C, retinóides, e outros renovadores celulares, oferecem incríveis resultados no longo prazo.

-Ácido Hialurônico Injetável

Este é um gel, à base das glicosaminoglicanas, que vai certamente, preencher déficits em volume no corpo e rosto nas áreas como lábios, olheiras, cicatrizes profundas da acne, sulco nasogeniano, sem contar depressões corporais e celulites. E pode ainda ser aplicado, para conferir sustentação e definir estruturas da face.

Quando o Ácido Hialurônico é Indicado?

É indicado, em especial, para melhorar o viço da derme, suavizar rugas e marcas de idade. Ao ser aplicado na forma injetável, pode ser utilizado em contorno da face, sulcos naso-labiais, lábios para dar volume e contorno, rugas faciais, sulco naso-jugal, e para reposição do volume nas mãos, face, e algumas áreas do corpo.

E, outra técnica em que se usa ácido hialurônico, é para dar volume ao rosto, com aplicação em área dos malares, laterais do rosto e mandíbula. Isto é utilizado principalmente, com o decorrer dos anos, já que em certas partes faciais, é perdido o tecido subcutâneo com o envelhecimento. Neste método, ele pode ser usado com as microcânulas, gerando mais segurança e conforto à aplicação, e sob anestesia local.

Aplicação do Ácido Hialurônico

Ele pode ser adquirido na forma injetável ou em cremes tópicos. Para a forma injetável, a aplicação deve ser realizada sempre por um médico especialista.

O Ácido hialurônico se caracteriza por ser uma das substâncias mais utilizadas no preenchimento, já que é um implante biocompatível, reabsorvível, não existindo relato da hipersensibilidade. Também se mostra um dos pilares para rejuvenescimento, devido a sua capacidade de hidratar o lugar intensamente.

Finalmente, ácido hialurônico pode ser utilizado também, para processos reumatológicos, ortopédicos, e na oftalmologia.

Cuidados antes e depois de usar Ácido Hialurônico

Antes de iniciar o tratamento injetável, é importante fazer exame clínico e anamnese do paciente, para descartar contraindicações possíveis ao tratamento. E também evitar doses exageradas da bebida alcoólica na véspera da aplicação.

É preciso descontinuar o ácido noturno um dia antes, e no dia do procedimento. Os remédios que são anticoagulantes, como por exemplo, o ácido acetilsalicílico, o ginkgo biloba, devem ser evitados na semana anterior a realização do procedimento. É necessário manter o filtro solar em caráter rigoroso,  anteriormente e posteriormente ao procedimento.
No caso dos cuidados após usar ácido hialurônico, alguns estudos científicos apontam realizar massagem no lugar, usando a ponta dos dedos durante 2 a 3 dias, porém, se houver hematomas, a massagem é contraindicada. A recomendação é, certamente, não se expor ao sol, em especial se formarem pontos roxos no local da aplicação. Neste caso, pode-se utilizar gelo no local, nas primeiras 24 horas iniciais.

Contraindicações

Não se deve aplicar o ácido hialurônico,  para pessoas com conhecida hipersensibilidade para o composto. É contraindicada, ainda, nos indivíduos que sofram de problemas com coagulação. Não deve ser utilizado dentro ou próximo das regiões em que exista enfermidade ativa da derme, feridas ou inflamações. E ainda, não deve ser injetado na região em que foi colocado implante permanente.

Não existe contraindicação, em relação aos cremes que apresentam ácido hialurônico na composição, para grávidas. Ao falar em aplicar a substância, contudo, não há estudos apontando se é ou não seguro às lactantes e gestantes.

Para o primeiro trimestre da gestação, tal uso tem proibição, porém, após isso, não há absoluta contraindicação. Como normalmente é estético, apenas pode ser realizado depois que o obstetra responsável autorizar.

Riscos Possíveis

Certamente, a utilização dos cremes contendo ácido hialurônico na composição não gera riscos, se for aplicado segundo cada fabricante orientar. No caso da aplicação da substância de modo direto na derme, pode oferecer problemas se o procedimento for mal feito ou sendo o produto de qualidade duvidosa.

Assim, é essencial a realização do procedimento em lugar confiável. É comum aparecerem algumas reações adversas depois de aplicar, como edema, eritema transitório, prurido, dor, descoloração, hematomas ou sensibilidade no local de injeção. Geralmente, a resolução se mostra espontânea, dentro de 1 ou 2 dias após a aplicação.

Fonte:  Dermaweb

Agende uma consulta. Aceitamos diversos convênios, clique aqui para ver

Unidade Moema: (11) 5561-0293⠀
Unidade Santo Amaro: (11) 5523-9222⠀
Unidade Paulista: (11) 3884-1867⠀
Unidade Higienópolis: (11) 3078-0321⠀

Derma Line | Há mais de 20 anos, cuidando da pele brasileira⠀
www.dermaline.com.br

 

 

Compartilhe:

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Postagens

Envelhecimento da Pele: Uma Jornada Científica

O envelhecimento da pele, processo biológico irreversível e multifatorial, é um tema de grande interesse científico e estético. Compreender os mecanismos subjacentes ao envelhecimento cutâneo

Quando se deve procurar um Dermatologista?

Quando procurar um Dermatologista?   Você deve procurar um dermatologista sempre que tiver preocupações ou problemas relacionados à pele, cabelo, unhas ou mucosas. Aqui estão

Gostou deste Post?

Cadastre seu email e inscreva-se em nossa Newsletter

Abrir chat
Agendar consulta?
Olá
Gostaria de agendar uma consulta?